16 janeiro, 2007

Diamante de Sangue

Renato ainda não aprendeu que não deve levar a esposa na TPM para assistir filmes onde um grupo de revolucionários invade uma pequena aldeia, munido de um exército infantil que violenta e mata quem estiver na frente, mas enfim, fomos nós domingo pegar uma matinee, depois de um longo período de abstinência cinematográfica, e foi assim que teve início o filme "Diamante de Sangue", do diretor Edward Zwick - de "Lendas da Paixão" e "O Último Samurai".

A trama conta a história do mercenário e ex-combatente do exército Danny Archer (Leonardo Di Caprio), que encontra num prisioneiro das forças rebeldes de Serra Leoa a sua chance de sair de vez do continente africano, e deixar para trás uma vida de sangue e lutas.

O ator Djimon Hounson, que fez pontas em "Gladiador" e "A Ilha" e está na versão moderna de Caverna do Dragão "Eragon" faz Solomon Vandy, um pescador que vive na aldeia atacada no início do filme e é separado de sua família e levado para trabalhar nas minas de diamantes, que são contrabandeados para a Libéria e vendidos à grandes empresas joalheiras.

A história do filme é realmente emocionante e aborda de uma forma suave o caminhar das pessoas pela linha tênue entre valores e sobrevivência, ao mesmo tempo que ressalta a importância da fé e coragem para alcançar seus objetivos e, literalmente, as pessoas que ama.

Deixei a sala do cinema aos prantos, com meu senso de justiça aguçado e prometi a mim mesmo que NUNCA MAIS comprarei diamantes... HO HO HO...

Em tempo: Leonardo Di Caprio recebeu indicação ao Globo de Ouro de melhor ator dramático por este filme. Não ganhou, é fato, mas acho que a indicação deveria ir mesmo para Hounson, que rouba algumas cenas do filme.

Um comentário:

só rindo mesmo... disse...

Ai amiga, desculpe, mas não me sensibiliza tanto...continuarei a comprar meus 28 diameantes mensais...não sou a favor das pequenas causas, hahahahha